Aspartame – Bactérias geneticamente modificadas usadas para criar adoçante mortal

Os fabricantes do adoçante mais existente no mundo escondem um segredo, e certamente não é um doce. Aspartame, um adoçante artificial encontrado em milhares de produtos a nível mundial.

Monsanto a maior empresa de biotecnologia do mundo usa frequentemente bactérias geneticamente modificadas para produzir aspartame nas suas plantas de produção. O resultado final é uma fusão entre os dois dos maiores perigos para a saúde que já atingiu a indústria alimentar – adoçantes artificiais e um conjunto de organismos geneticamente alterados.

Vários estudos têm sido realizados sobre a manipulação genética. Um estudo descobriu que quanto mais milho transgénico fosse dado aos ratos, menos bebés tinham. Outro estudo revelou que os órgãos que normalmente respondem a uma intoxicação alimentar química foram os primeiros a ter problemas depois de os indivíduos consumiram alimentos geneticamente modificados. O mesmo estudo também afirma que os alimentos transgénicos não devem ser comercializados.

Revelado o processo secreto em que o aspartame é criado actua como mais uma lembrança para ficar longe de adoçantes artificiais, e deve-se escolher as alternativas naturais como açúcar de palma, xilitol ou de estévia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s