Um estudo novo que vem da Holanda revela que consumir quantidades grandes de polpa de frutas e vegetais pode reduzir significativamente o risco de AVC

Ao longo dos anos numerosos estudos foram realizados sobre o consumo de frutas e vegetais que diminuem o risco de AVC. Com a contribuição do estudo holandês está agora estabelecido uma correlação positiva entre os diferentes corantes alimentares e o seu impacto nos acidentes vasculares cerebrais. Isto significa que os pigmentos desempenham um papel crucial na determinação da salubridade de uma fruta. A coloração da polpa é um bom indicador para a presença de carotenóides e flavonóides, que são fotoquímicos que têm sido associados a inúmeros benefícios à saúde, incluindo efeitos contra cancro e mutações.

O estudo com base populacional mediu 10 anos e olhou para o desenvolvimento da saúde de mais de 20 mil adultos, com idade média de 41 anos. No início do estudo todos os participantes estavam livres de doenças cardiovasculares e preencheram um questionário sobre os seus hábitos alimentares. Quatro grupos de cores foram estabelecidos para frutas e legumes:

  1. Verde – verduras escuras
  2. Laranja – frutas cítricas, damasco, cenoura
  3. Vermelho – vegetais vermelhos
  4. Branco – a maior parte maças e pêras

Correlação entre as frutas de polpa branca e diminuição do risco de AVC

Durante os 10 anos que se seguiram, 233 acidentes vasculares cerebrais ocorreram na população documentada. Embora nenhuma relação definida entre a incidência de AVC e cor poderia ser estabelecido, uma correlação definitiva surgiu entre frutas de polpa branca e a diminuição do risco de AVC. Indivíduos que tinham um consumo elevado de frutas brancas diminuíram 52% o risco de ter um AVC. Na verdade, os cientistas holandeses foram capazes de determinar uma relação bastante precisa: cada 25 gramas de frutas brancas consumido por dia reduz o risco de acidente vascular cerebral em 9%. A maçã e a pêra em média pesam aproximadamente 125 gramas.

Os flavonóides encontrados em frutas brancas e vegetais e responsável por diminuir o risco de AVC, é chamada de quercetina e desempenham um papel fundamental na nossa saúde. Quercetina aumenta a taxa metabólica, reduz a pressão arterial e combate o cancro, e também pode ter propriedades antivirais e anti-inflamatório.

Para prevenir o AVC basta comer uma simples maçã por dia.

2 responses to “Um estudo novo que vem da Holanda revela que consumir quantidades grandes de polpa de frutas e vegetais pode reduzir significativamente o risco de AVC

  1. hello!,I like your writing very a lot! proportion we keep in touch more approximately your article on AOL? I require a specialist on this area to unravel my problem. May be that’s you! Looking forward to look you. ggdckebbeedd

  2. Spot lets start off perform on this writeup, I seriously consider this astounding internet site needs much more consideration. Ill apt to become once again to find out to read considerably a lot more, thank you that information. akcekceadedf

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s